logo1

Com um Motu próprio, o Papa Francisco confiou ao Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização as competências sobre a pastoral relativa aos Santuários, o que inclui a tutela e valorização dos mesmos. A este respeito, eis o que declarou aos microfones da Rádio Vaticano o Presidente deste dicastério vaticano, o Arcebispo Rino Fisichella.

“Como o próprio Papa afirmou, nos Santuários se busca a companhia dos santos, a proximidade a Cristo, a proteção da Virgem Maria. Os santuários são realmente, sobretudo em nossos dias, um lugar privilegiado para o anúncio do Evangelho. E penso que nós acolhemos isto também como um grande desafio, o desafio, isto é, de corresponder com uma linguagem nova, com novas possibilidades de evangelização que provém destes lugares onde a piedade popular vê e reencontra plenamente aquelas expressões basilares da própria fé”.

“Os santuários, também o diz o Papa Francisco, representam uma expressão da beleza, beleza que é o fruto da fé dos séculos precedentes. Quantas pessoas, existem milhões, milhões que a cada ano frequentam os nossos santuários! E estes milhões de pessoas são movidos pelos desejos mais diversos possíveis: existem aqueles fiéis que frequentam os santuários históricos mais conhecidos, mas também existe muita gente, muita gente que vai porque atraída pela beleza dos santuários ou porque atraídas pela beleza da paisagem ou porque sentem um desejo no mais profundo do coração. Eu acredito que o esforço, o trabalho, a acolhida, o testemunho, o modo de rezar, a que os santuários são chamados a ser, representam uma autêntica forma de nova evangelização”.

Texto: Rádio Vaticano

@Todos os direitos reservados - Matriz de Campinas 2017